PT EN

Balanço de Cristina Filipe no Brasil

Balanço de Cristina Filipe no Brasil

Balanço de Cristina Filipe
no Brasil
Mirla Fernandes 
Brasil
Setembro 2010

Cristina Filipe, Ana Paula de Campos, Prof. Dra. Ana Gouveia, Mirla Fernandes
Cristina Filipe, Ana Paula de Campos, Prof. Dra. Ana Gouveia, Mirla Fernandes
Balanço de Cristina Filipe no Brasil
Mirla Fernandes
Brasil
Setembro 2010
 
Se em Amsterdam Arte-Joalheria é ensinada numa escola de arte como a Gerrit Rietveld e em Lisboa na Ar.Co, no  Brasil  temos as aulas de joalheria espremidas entre os cursos de moda e design com uma orientação muito comercial e industrial.

Desde 2007 quando da criação do Projeto NOVAJOIA, me comprometi com a expansão da cena da arte-joalheria no Brasil. Uma das preocupações refere-se a educação. O ano de 2010 provou ser importante pois estamos nos aproximando das faculdades.

O primeiro passo foi dado em Agosto com o início do curso “Nova Joalheria” de um semestre de duração dentro do Núcleo de Cultura da Fundação Armando Álvares Penteado, uma das mais conceituadas faculdades de arte de São Paulo. No curso abordo  tanto teoria como prática em arte-joalheria.

O segundo passo foi dado por Ana Paula de Campos,uma artista joalheira brasileira, com mais de 15 anos de experiência no ensino e uma colaboradora muito ativa do NOVAJOIA.

Ao voltar do Simpósio Gray Área, onde participou de uma mesa redonda sobre educação, ela convidou Cristina Filipe para dar workshop como parte do programa de pós-graduação em Artes da UNICAMP (Universidade de Campinas, São Paulo).

Pois então agora em Setembro, Filipe está aqui para um programa completo. Ela deu palestra e participou de uma mesa redonda junto aos coordenadores da UNICAMP: Prof. Dra. Anna Paula Gouveia, Prof. Dr. Edson  Pfutzenreuter  e Prof. Dr. Maria de Fátima Morethy Couto.

Cristina Filipe, Prof. Dr. Maria de Fátima Morethy Couto e Prof. Dr. Edson Pfutzenreuter durante a mesa redonda
Cristina Filipe, Prof. Dr. Maria de Fátima Morethy Couto e Prof. Dr. Edson Pfutzenreuter durante a mesa redonda
Com seu trabalho conceitural que vai alem dos meios tradicionais de expressão da joalheria, expandindo as fronteiras dos meios de expressão ao usar fotografia e vídeo, a qualidade dos trabalhos e da fala de Filipe foram cruciais a recepção muito positiva da Arte-Joalheria no meio acadêmico.

Após a mesa-redonda, Filipe coordenou um workshop. Eu tive a oportunidade de ser uma de suas assistentes nesses dias e foi ótimo ver os 18 participantes das mais diversas  formações entrarem em contato pela primeira vez com as práticas e pensamentos da arte-joalheria.

Como resultado deste encontro, tivemos uma porta aberta para a arte joalheria no departamento de artes de uma das mais importante universidades do pais. Afina, o que isso sifgnifica? A aproximação com instituições pode proporcionar mais oportunidades para artistas convidados internacionais virem  e isso significa diferentes maneiras de pensar e o aumento do dialogo entre criadores globalmente, o que pode ser produtivo para todas as partes.

O mundo da arte-joalheria é pequeno e nós latino-americanos em especial temos um certo sentimento de isolamento . Esses esforços de intercâmbios estão pouco a pouco crescendo e permitindo alcançar um publico cada vez maior.
Um passo de cada vez, vamos esperar por um futuro melhor!

Veja mais imagens do workshop no link:
http://www.flickr.com/photos/mirlaf/sets/72157624819856783/

 
Mirla Fernandes, Setembro 2010



 

__

O sítio da PIN teve o apoio


 Fundação Calouste Gulbenkian Nacional apoio