PT EN

1

CF cover PT

 

JOALHARIA CONTEMPORÂNEA EM PORTUGAL
Das vanguardas de 1960 ao início do século XXI
Cristina Filipe [Membro PIN]

JÁ À VENDA

 

 

 
Curso - Portugal nas Pedras Preciosas do Mundo 

Formador Rui Galopim de Carvalho
Espaço Mapa
Lisboa
Mês de Abril

Resumo
A história de Portugal é rica em contributos para o mundo das pedras preciosas. Os descobrimentos portugueses foram um marco muito significativo neste universo, mudando os paradigmas da joalharia europeia, facto que é bem demonstrado com quando se comparam as jóias medievais com as que passaram a ser criadas a partir do séc. XVI.
Diamantes, rubis, pérolas e espinelas, por exemplo, passaram a integrar com maior visibilidade as jóias dessa época. A descoberta dos diamantes, e outras pedrarias, com destaque para o topázio imperial, no Brasil no séc. XVIII é outro destes marcos e, no caso da joalharia portuguesa, o impacto resultou em jóias com identidade muito própria e diferenciada da europeia. A própria lapidação do diamante viu enormes evoluções neste período, surgindo, aí, o talhe brilhante. Porventura o último contributo português, deu-se na década de 1960 quando Manuel de Sousa, natural de Goa, descobriu a tanzanite, gema actualmente de grande valor e procura na alta-joalharia.

Formador
Rui Galopim de Carvalho

Sessões
1, 8, 15, 22 e 29 de Abril (segundas-feiras), das 20h30 às 22h30

Visita dia 28 de Abril, domingo - "Olhar gemológico sobre colecções de artes decorativas e arte sacra"
Manhã: Museu dos Patriarcas - S. Vicente de Fora
Tarde: Museu Nacional de Arte Antiga
(almoço livre)

Preços
85,00 euros (com visita) - 75,00 euros (sem visita)

ficha de inscrição aqui

Organização
Mapa - Espaço Criativo | Creative Environment
Amoreiras Shopping Center, Piso 2 (antigo Bingo)
Av. Engº Duarte Pacheco, Lisboa



 info+:
Tel. 21 797 45 87
Tlm. 91 532 90 08
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
www.facebook.com/portugal.gemas

__

O sítio da PIN teve o apoio


 Fundação Calouste Gulbenkian Nacional apoio