PT EN

 

 

 

A Transferência da Corte Portuguesa para o Brasil - A Sociedade em Transformação
D.João VI. Retrato miniatura. Portugal, Século XIX (1801–1810). Marfim. Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa, inv. 223 Minfoto: José Pessoa (DDF/IMC)

A Transferência da Corte Portuguesa para o Brasil - A Sociedade em Transformação.
Vera Tostes

Palácio Nacional da Ajuda
16 de Outubro de 2008, 17h


Vera Tostes, Directora do Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro irá proferir uma palestra no Âmbito da exposição Jóias Reais, no Palácio Nacional da Ajuda, no dia 16 de Outubro de 2008 às 17h

“D. João, como Príncipe Regente, ao saber da invasão de Portugal pelas tropas francesas, tomou a decisão de trazer para o Brasil a capital do Reino. A transferência da corte portuguesa para o Brasil em 1808, sendo um acontecimento singular na História Universal, permitiu manter intacto o poder soberano dos Bragança em Portugal.É inegável a transformação que se processou no Brasil, em especial na cidade do Rio de Janeiro, onde a corte permaneceu até 1821.A presença da corte no Rio de Janeiro alterou o panorama
do quotidiano da cidade e expandiu o traçado urbano introduzindo novos estilos arquitectónicos. Com a abertura dos portos a novos europeus, foram introduzidos na sociedade hábitos cosmopolitas até então desconhecidos. Confeitarias, bares, salões de jogos, livrarias, cabeleireiros, e uma profusão de novos elementos na indumentária, mudaram os hábitos e a aparência dos habitantes.Entre saraus, festas, representações teatrais, a vida política, social e cultural apresenta-se de tal forma que altera para sempre os modos de um vilarejo provinciano para uma sociedade de hábitos sofisticados.”


Inscrições
pelo tlm. 91 239 20 15 ou pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Preço 10€ ( o preço inclui também a palestra da Angela Andrade “A Jóia na Cultura Brasileira”)

 

 

__

O sítio da PIN teve o apoio


 Fundação Calouste Gulbenkian Nacional apoio