PT EN

 

 

Image

"Por nome da árvore"
Alunos da ESAD, Matosinhos
Biblioteca do ISCTE
5 Fevereiro a 30 Março 2009
Lisboa

"Por nome da árvore" : alunos da esad expõem jóias na biblioteca do ISCTE

Participantes: Ana Andrade, Ana Sofia Guimarães, André Rocha, Catarina Silva, Gisela Ribeiro, José Carlos Marques, Liliana Gonçalves, Mafalda Vale, Marlene Meireles, Marta Santos, Rita Garcez, Sara Costa, Suzana Rezende, Tânia Nunes, Vânia Moreira
 
"POR NOME DA ÁRVORE" é uma exposição de jóias dos alunos do curso de Artes/Joalharia da ESAD – Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos. Inaugura em Lisboa, na Biblioteca do ISCTE, no próximo dia 5 de Fevereiro.
 
"POR NOME DA ÁRVORE" é uma exposição de jóias que a ESAD – Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos apresenta a partir de 5 de Fevereiro, na Biblioteca do ISCTE – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, em Lisboa.

Trata-se de uma exposição de jóias de diplomados e alunos do Curso de Artes|Joalharia da ESAD, realizada no seguimento de proposta intermediada pela PIN – Associação Portuguesa de Joalharia Contemporânea. A mostra contém jóias englobadas na exposição itinerante 2ndSKIN Cork Jewellery, um projecto desenvolvido pela ESAD em parceria com a associação cultural DesignLocal, sediada em Santa Maria da Feira. Este projecto, iniciado em 2007, visava criar uma nova imagem internacional da cortiça, assente na sustentabilidade deste material fértil em potencialidades para exprimir conceitos.

Longe da joalharia tradicional, do adorno que complementa o vestuário, a ESAD investe noutras orientações para a jóia. A joalharia artística, tal como as novas orientações do design, veicula mensagens intencionais de quem as concebe. O acto de comunicar, através de uma jóia, pretende ser uma partilha da mensagem com o receptor, se este estiver disposto a entrar no jogo criativo, interpretando.

 
Mais informações:
Data de 5 de Fevereiro a 30 de Março
Local Biblioteca do ISCTE, Lisboa
 Website: www.esad.pt

 

 

__

O sítio da PIN teve o apoio


 Fundação Calouste Gulbenkian Nacional apoio