PT EN

1

CF cover PT

 

JOALHARIA CONTEMPORÂNEA EM PORTUGAL
Das vanguardas de 1960 ao início do século XXI
Cristina Filipe [Membro PIN]

JÁ À VENDA

 

 



PROJECTO V!TOR + PIN 

DECLARAÇÃO


Caros Associados,

No primeiro semestre do ano de 2011 a PIN – Associação Portuguesa de Joalharia Contemporânea e o designer de moda Vitor Manuel da Cunha Bastos (V!TOR)  celebraram uma parceria tendo como finalidade o lançamento de um concurso dirigido aos diversos Associados da PIN.

O concurso tinha por objectivo a produção e venda de peças de vestuário nas quais seriam inseridas, por impressão digital, imagens representativas das criações dos respectivos vencedores, sendo o resultado da venda de tais peças repartido entre os estes, a PIN e o designer de moda Vitor Bastos, respectivamente, na proporção de 50%, 25% e 25%.

A PIN acordou com o designer de moda Vitor Bastos que a impressão e a produção das referidas peças seriam da responsabilidade deste último, tendo o mesmo efectuado alguns contactos e estabelecido um acordo junto de um determinado fornecedor para o efeito.

O concurso terminou em Julho de 2011, tendo sido prevista a colocação das peças vencedoras para venda ao público no Espaço Touch da Moda Lisboa.

Porém, após recepção das peças enviadas pelo fornecedor foram identificados pela PIN certos defeitos de impressão num número significativo das mesmas e que determinaram a suspensão da sua venda e a subsequente devolução para substituição ou arranjo, tendo o designer de moda Vitor Bastos assumido o compromisso de diligenciar junto do fornecedor para esse efeito.

Decorridas várias semanas sem que o problema fosse resolvido – situação da qual a PIN era e é alheia – mas de forma a não defraudar as expectativas dos vencedores, a PIN acordou com o designer de moda Vitor Bastos que ambos iriam suportar, em conjunto, a entrega imediata aos vencedores de 50% do produto das poucas peças entretanto vendidas (tendo a PIN adiantado a totalidade desses montantes), bem como solicitar ao fornecedor a devolução de metade das peças enviadas para substituição a fim de possibilitar a sua venda e, desta forma, permitir recuperar parte do investimento efectuado pela PIN e, igualmente, o pagamento devido aos seus Associados e vencedores do concurso.

Sucede que, decorridos mais de dois anos desde o lançamento do concurso, a PIN vê-se forçada a concluir que o designer de moda Vitor Bastos não deu cumprimento aos compromissos que assumiu com a mesma relativamente à situação supra referida, encontrando-se a PIN defraudada nas suas legítimas expectativas e prejudicada, não apenas financeiramente – em virtude dos custos e encargos por si inteiramente suportados neste Projecto, como, mais importante, no seu bom nome e imagem, uma vez que não conseguiu honrar a sua palavra junto dos seus Associados.

Acresce que, apesar das diversas tentativas de contacto por parte da PIN e dos seus representantes legais, o designer de moda Vitor Bastos tem-se revelado incontactável, não tendo igualmente respondido às cartas e e-mails que lhe foram endereçados a respeito deste assunto.

Apesar de ser alheia a toda esta situação e de o incumprimento em causa não lhe ser imputável, a PIN lamenta profundamente o sucedido e sublinha que, na medida das suas possibilidades, tudo fará para cumprir o que assumiu junto dos seus Associados.

Certos da V. compreensão, subscrevemo-nos,
A Direcção

 

Declaração em pdf aqui.


__

O sítio da PIN teve o apoio


 Fundação Calouste Gulbenkian Nacional apoio